Arquivo do mês: fevereiro 2010

A Minha Amada Imortal

Ludwig van Beethoven
Trecho da carta de Beethoven – para sua “amada imortal” de identidade até hoje desconhecida.
Beethoven é o meu compositor clássico favorito; Em todas as suas músicas, pode-se sentir a vibrante e intensa alma que o inspirava. Um ser atormentado pelas lembranças de uma infância infeliz, pela não compreensão de muitos em relação a sua música, pela sua arrogância, e pela própria consciência de sua genialidade. Sem contar o tormento de ter perdido a audição ainda muito jovem.
Ele era humano, no sentido bruto da palavra. Não escondia seus sentimentos e isso sempre se refletiu em sua obra. Há um ditado na Alemanha, que se refere a três gênios da música, dizendo que Beethoven era humano, Bach celestial, e Wagner sobrenatural. Acho perfeita essa definição.
Abaixo segue a transcrição em alemão e português, de uma das cartas que ele escreveu para sua amada. Um amor que nunca lhe foi possível por um mero desencontro da vida…
Für meine Unsterblichen geliebt:
am 6ten Juli , Morgends.
Mein Engel, mein alles, mein Ich. – nur einige Worte heute, und zwar mit Bleystift (mit deinem) – erst bis morgen ist meine Wohnung sicher bestimt, welcher Nichtswürdiger Zeitverderb in d.g. – warum dieser tiefe Gram, wo die Notwendigkeit spricht – Kann unsre Liebe anders bestehn als durch Aufopferungen, durch nicht alles verlangen, kannst du es ändern, daß du nicht ganz mein, ich nicht ganz dein bin – Ach Gott blick in die schöne Natur und beruhige dein Gemüth über das müßende – die Liebe fordert alles und ganz mit Recht, so ist es mir mit dir, dir mit mir – nur vergißt du so leicht, daß ich für mich und für dich leben muß, wären wir ganz vereinigt, du würdest dieses schmerzliche eben so wenig als ich empfinden – meine Reise war schrecklich ich kam erst Morgens 4 Uhr gestern hier an, da es an Pferde mangelte, wählte die Post eine andere Reiseroute, aber welch schrecklicher Weg, auf der vorlezten Station warnte man mich bej nacht zu fahren, machte mir einen Wald fürchten, aber das Reizte mich nur – und ich hatte Unrecht, der Wagen musste bej dem schrecklichen Wege brechen, grundloß, bloßer Landweg, ohne 2 solche Postillione, wie ich hatte, wäre ich liegengeblieben Unterwegs – Esterhazi hatte auf dem andern gewöhnlichen Wege hierhin dasselbe schicksal mit 8 Pferden, was ich mit vier. – jedoch hatte ich zum Theil wieder Vergnügen, wie imer, wenn ich was glücklich überstehe. – nun geschwind zum innern zum aüßern, wir werden unß wohl bald sehn, auch heute kann ich dir meine Bemerkungen nicht mittheilen, welche ich während dieser einigen Tage über mein Leben machte – wären unser Herzen imer dicht an einander, ich machte wohl d.g. die Brust ist voll dir viel zu sagen – Ach – Es gibt Momente, wo ich flnde daß die sprache noch gar nichts ist – erheitre dich – bleibe mein treuer einziger schaz, mein alles, wie ich dir das übrige müßen die Götter schicken, was für unß sejn muß und sejn soll.
dein treuer ludwig.
Tradução:
À minha amada imortal:
Manhã de 6 de Julho
Meu anjo, meu tudo, meu próprio ser – Hoje somente algumas palavras a caneta (a sua caneta).
Somente amanhã meus aluguéis estarão definidos – que desperdício de tempo……. porque sinto essa tristeza profunda se é a necessidade quem manda?
Podes teu amor resistir a todo sacrifício embora não exijamos tudo um do outro? Podes tu mudar o fato de que és completamente minha eu completamente teu? Oh Deus, olhe para as belezas da natureza e conforte seu coração. O amor exige tudo, assim sou com você , e você comigo. Mas você se esquece tão facilmente que eu vivo por você e por mim. Se estivéssemos completamente unidos, você sentiria essa dor assim como eu a sinto.
Minha jornada foi terrível: ontem cheguei aqui somente às 4 horas da manhã. Com a falta de cavalos, o cocheiro do correio escolheu um novo caminho, mas que terrível caminho, na penúltima parada eu fui avisado para não viajar a noite, fiquei com medo da floresta, mas isso só me deixou mais ansioso – e eu estava errado. O cocheiro precisou parar na infeliz estrada, uma imprestável e barrenta estrada. Se eu estivesse sem todas as coisas que trago comigo teria ficado preso na estrada. Esterhazy, viajando pela estrada, teve o mesmo problema com oito cavalos que eu tive com quatro – eu sinto prazer com isso, como eu sempre sinto quando eu supero com sucesso as dificuldades.
Agora uma rápida mudança das coisas externas para as internas . Nós provavelmente devemos nos ver em breve, entretanto, hoje eu não posso dividir com você os pensamentos que eu tive nos últimos dias sobre minha própria vida – Se nossos corações estivessem sempre juntos, eu não teria nenhum…. Meu coração está cheio de coisas que eu gostaria de te dizer – ah – há momentos em que eu sinto que esse discurso é tão vazio – Alegre-se – Lembre-se minha verdade, meu único tesouro, meu tudo como eu sou o seu. Os deuses devem nos mandar paz…
Seu fiel Ludwig.
Sonata Patética (para ouvir, desabilite a playlist no final da página)

3 Comentários

Arquivado em carta à amada imortal, cynthia kremer, Gary Oldman, Ludwig Van Beethoven, My Immortal Beloved, sonata patética